Caminhos do Peabiru

Autoria: Roberto M.F. Mourão, Albatroz Planejamento, 2006

 

Os Caminhos do Peabiru

Os Caminhos do Peabiru são um conjunto de trilhas criadas há mais de 3 mil anos, que ligam o Oceano Atlântico ao Pacífico, passando pelo Paraná até o Peru.

A antiga rota foi utilizada pelos índios guaranis, kaingang e xetá, além dos incas, espanhóis, portugueses, jesuítas e aventureiros, desde o século XVI.

Em resumo: 
  • 3.000 anos de existência
  • 734 sítios arqueológicos no Paraná
  • 4.000 km de percurso total original
  • 1.550 km que serão resgatados
  • 86 municípios paranaenses envolvidos
Origem

O “Peya Beyu”, do tupi-guarani, aportuguesado como Peabiru, significa “caminho do mato amassado”.

Há algumas teorias sobre sua criação. Uma delas é de que o caminho era usado pelos índios Guarani para conexão e comunicação entre aldeias, troca de mercadorias e expansão de territórios.

A rota transcontinental também era utilizada de forma religiosa, com objetivo de seguir o trajeto do sol, a morada dos deuses, sob a orientação da via láctea. Mais tarde, a trilha foi adotada pelos europeus em busca de ouro e prata, tendo uma grande importância para a colonização do sul do país, pois permitia o acesso a diversos lugares por terra.

Revitalização

O projeto Caminho do Peabiru, do Governo do Paraná,  visa resgatar, proteger e fomentar o turismo e a cultura das cidades que circundam a rota histórica.

As trilhas sinalizadas permitem que o turista se sinta como naqueles tempos, percorrendo paisagens impressionantes.

Já são 86 cidades e 29 distritos paranaenses envolvidos.

Os caminhos são ramificados e vão de Paranaguá a Peabiru (800 km passando por 30 municípios), de Peabiru a Foz do Iguaçu (450 km e 36 municípios) e de Peabiru a Guaíra com (300 km e 18 cidades).

Ações
  • Resgate, proteção e visitação de sítios arqueológicos.
  • Sinalização das trilhas.
  • Inclusão de aldeias indígenas, quilombolas nos trajetos e valorização de sua cultura.
  • Conexão entre Unidades de Conservação e parques.
  • Promoção de atividades esportivas contemplativas de aventura.
  • Inclusão de conteúdo sobre a história dos caminhos na grade curricular do Ensino Fundamental.
  • Criação de bolsas de estudos para estudantes para desenvolvimento de pesquisas sobre os caminhos.
  • Participação em eventos e simpósio internacional.
  • Criação de centros de comercialização de produtos locais.
  • Participação da união dos escoteiros do Brasil.
Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso

Acesse a página: Trilha Caminho do Peabiru 

Bioma: Mata Atlântica 
Tipo: Trilha Regional; Início: Foz do Iguaçu; Final: Capanema, PR; Ponto culminante: Serranopolis do Iguaçu, PR
Modal: caminhada, bicicleta; Distância total: 125 km; Número de dias: 3 dias.

 

Download: Mapa da Trilha Caminhos do Peabiru (40 MB) 

 

Roberto M.F. Mourão / ALBATROZ Planejamento
Para uso e permissões favor contatar: roberto@albatroz.eco.br

 

Conheça outros estudos de caso...

Mochileiros / Backpackers / Mochileros
Mochileiros / Backpackers / Mochileros

  Mochileiros / Backpackers Autoria: Roberto M.F. Mourão, ALBATROZ Planejamento, 2008   Mochileiros / Backpackers  Acredita-se que o termo “Mochileiro”, traduzido de “Backpacker”, originou-se na Austrália, no início dos anos 80, para definir pessoas que viajavam pelo país com suas bagagens em uma mochila ou backpack (saco + costas).    O termo sugere uma categoria identificada por […]

TBC: Tambopata Ecolodge, Peru
TBC: Tambopata Ecolodge, Peru

  Tambopata Ecolodge, Peru Autoria: Roberto M.F. Mourão, Albatroz Planejamento, janeiro 2016   Tambopata Lodge O Tambopata Ecolodge, fundado em 1991, é um dos hotéis de selva localizado às margens do Rio Tambopata. É um dos nove lodges na região de Puerto Maldonado, Peru, o que faz da região um dos principais destinos ecoturismo na […]

Ecoturismo Pataxó, Reserva da Jaqueira, Bahia
Ecoturismo Pataxó, Reserva da Jaqueira, Bahia

  Ecoturismo Pataxó Reserva da Jaqueira Terra Indígena Pataxó de Coroa Vermelha, Bahia Autoria: Roberto M.F. Mourão, ALBATROZ Planejamento   Histórico Entre setembro e dezembro de 1997 foi criado o Manual Indígena de Ecoturismo, produto do Programa-piloto de Ecoturismo em Terras Indígenas, uma demanda “emergencial” da Secretaria da Amazônia Legal, do MMA. Esse manual foi […]

Parceiros e Apoiadores